Uma senha sera enviada para seu e-mail

O orçamento para construção é o resultado de um processo de orçamentação.

Cada empresa de engenharia do mercado, realiza seu próprio processo de orçamentação.

O caminho percorrido no processo de orçamentação da origem ao seu produto final, o orçamento de obra.

O orçamento para construção é multidisciplinar, sendo necessário conhecimentos sobre a rotina de diversos setores da empresa e visão sistêmica para sua elaboração.

Entre os entendimentos necessários, podemos listar:

  • Engenharia;
  • Recursos humanos;
  • Departamento pessoal;
  • Segurança, saúde e meio ambiente;
  • Qualidade;
  • Administração;
  • Contratos;
  • Logística;
  • Contabilidade Fiscal;
  • Direito trabalhista.

Por isso, os profissionais envolvidos com orçamento de obras possuem a visão sistêmica dos empreendimentos.

Estes têm conhecimentos diversificados e são compatíveis para trabalhar em nível estratégico.

As melhores empresas  do mercados, envolvem profissionais de diversos setores na elaboração dos orçamentos das suas obras.

Assim, a experiência adquirida em projetos similares e os indicadores históricos da empresa são aproveitadas. Sempre com a finalidade de se conceber a melhor aproximação do valor final da obra.

Orçamento para construção como elemento estratégico

O setor de orçamentos é considerado estratégico, guardando dados preciosos sobre a corporação, como informações sigilosas de negociação entre a empresa e os seus clientes.

Cada orçamento para construção deve ser tratado como um projeto. Isto é, segundo Xavier (2005, p.5) e a norma ISO 10.006:

“Um processo único, consistindo de um grupo de atividades coordenadas e controladas com datas para início e término, empreendido para alcance de um objetivo conforme requisitos específicos, incluindo limitações de tempo, custo”.

Deve-se estruturar um processo de operações dinâmicas orientadas na finalidade de se materializar o orçamento da obra com melhor precisão possível. Sempre dentro dos limites de recursos disponíveis e prazo acordado com os clientes.

Cada empresa constrói seu processo em consonância com a realidade enfrentada em seu cotidiano.

Esta dinamização diversifica a maneira que as empresas de construção realizam o orçamento para suas obras.

Mesmo se for orçada a mesma obra, recebendo-se as mesmas informações sobre o projeto, não é encontrado o mesmo valor final para o empreendimento.

Abaixo, temos 7 dicas para aprimorar o orçamento de obra na sua empresa.

1 – Realize o detalhamento dos gastos

Algumas empresas vão mais a fundo no nível de detalhamento dos gastos de suas obras que outras.

Quanto mais estruturada for a empresa de construção, melhor é a forma de gerenciar as obras.

Enquanto algumas empresas  conseguem contabilizar até seus mínimos gastos, outras não conseguem ter o mesmo controle.

Isto também reflete no orçamento para construção, a empresa que detalha menos os gastos de suas obras tende a ofertar preços maiores para realização das obras.

2 – Apure as composições de preços unitários da sua empresa

Muitos engenheiros acham que a apuração da composição de preços unitários é feita apenas pela PINI.

A verdade é que todas as empresas devem apurar os resultados que estão tendo com os recursos empenhados no campo.

Validar os índices de mão de obra, materiais e equipamentos das composições de preço unitário no campo, possibilita aproximação do que é orçado no escritório com o custo final da obra.

3 – Empenhe apenas os recursos necessários

As empresas tendem a fazer as obras de maneira diferentes. Enquanto uma empresa precisa de vários engenheiros para fazer uma obra, outra precisa de menos.

Os equipamentos escolhidos, canteiro montado e mão de obra disponibilizada varia de acordo com a forma que a empresa trabalha.

Todo novo recurso a ser alocado ao projeto deve ser questionado sobre sua real necessidade.

O ideal é trabalhar visando produzir o máximo empenhando o mínimo possível de recursos.

4 – Veja sua estratégia comercial

Algumas empresas tendem a vender seus serviços mais barato que outras, isso vária de acordo com a estratégia de cada empresa.

Política de preços, é uma função do setor de marketing.

Este deve ser o setor responsável por definir as margens de lucro da empresa de acordo com os benefícios ofertados em cada relação comercial.

Ajuste a política de preços da sua empresa nos seus orçamentos e mostre aos clientes os diferenciais da contratação de sua empresa.

5 – Encontre os melhores fornecedores

Duas empresas podem receber preços diferentes para o mesmo insumo realizando a cotação com mesmo fornecedor.

O preço é no mercado da construção civil é um elemento complexo, relacionado com diversos fatores, inclusive o relacionamento atual da empresa com o fornecedor.

Quanto maior o porte da empresa, maior seu poder de barganha sobre seus fornecedores.

O ideal é ter uma lista com os melhores fornecedores de cada região.

6 – Conheça seu cliente e a região

Conhecer o seu cliente cliente e a região onde se irá trabalhar é imprescindível para se fazer o melhor orçamento.

A construção civil está sujeita a variações regionais e sazonalidades que podem influir nos valores de materiais, equipamento e mão de obra.

Esteja atento e pesquise bem sobre o local onde irá trabalhar.

7 – Automatize seus processos

O orçamento para construção é feito por pessoas, estando sujeito a erros.

Erros de conceito, de lançamento, de entendimento são alguns dos mais comuns deste tópico.

Erros mais comuns em orçamento para construção

A tecnologia é uma forte aliada para ajudar a reduzir a falha humana no processo.

O Sienge oferece soluções de tecnologia para construção. Vale a pena conferir qual se adequa à realidade da sua empresa.

Conclusão

O orçamento é um processo à ser sempre aprimorado.

Utilize o ciclo PDCA (Plan, Do, Check, Act). Ele vai te ajudar a promover para evolução contínua do seu processo.

Incorpore essas dicas à rotina da sua empresa e deixe seu comentário com os resultados.