8 outubro 2018

Colaboradores

A informatização na Construção Civil

Original de Buildin
Informatização na construção
0

Um interessante estudo da consultoria McKinsey revela que a informatização (ou digitalização) no mundo da construção civil está em 21º lugar entre 22 setores pesquisados, ganhando apenas para a agricultura/caça.

Informatização na Construção Civil

McKinsey

Segundo o estudo da McKinsey, as razões para esse atraso são:

  • A gestão das obras (como o planejamento, por exemplo) continua sendo feito com pouca coordenação entre o escritório e o campo, requerendo muita tarefa em papel;
  • Os contratos não incluem incentivos para compartilhamento de risco e inovação;
  • A gestão do desempenho (performance management) é inadequada;
  • As práticas usadas ao longo da cadeia de suprimento são pouco sofisticadas.

Eu vou além. As principais conclusões que eu tiro do gráfico são:

  • Os setores com maior taxa de digitalização são justamente aqueles que dependem de conteúdo e informação;
  • Setores que envolvem aplicação maciça de mão de obra terminam tendo menor margem para implantação de tecnologia;
  • O fato de a construção ter uma atuação “nômade”, com sucessivas mudanças de local, impõe limitações ao uso de ferramentas digitais constantes;
  • A dependência de subempreiteiros e fornecedores pequenos e desestruturados representam um elo frágil no processo de informatização.

E você, o que acha disso?

Foto do Autor

Autor
Aldo Dórea Mattos

Uma das maiores autoridades brasileiras em Planejamento, Orçamento e Controle de Obras é um especialista Buildin. Neste espaço ele compartilha sua experiência como engenheiro e advogado ao abordar temas como engenharias de custos, planejamento, estimativas, cronograma, validação de custos, gestão de contratos, arbitragem, gerenciamento de risco, litígios e muito mais!

Comentários