Uma senha sera enviada para seu e-mail

Muita gente me pergunta se vale a pena o engenheiro obter uma certificação profissional. A pergunta parte de jovens profissionais, de engenheiros quarentões e até de estudantes recém-chegados ao mundo do trabalho.

A resposta, como você deve prever, é SIM, porque eu já disse várias vezes que estudo e conquistas profissionais só enobrecem a carreira e a trajetória em determinada área.

Vou explicar meu ponto de vista segundo três resultados que as certificações profissionais conferem ao engenheiro além de conhecimentos e habilidades:

  • O gostinho da vitória
  • O sentido de pertencimento
  • O aumento da empregabilidade

O gostinho da vitória

Obter uma certificação profissional é acima de tudo ganhar um prêmio. A conquista requer estudo, dedicação, comprovação de conhecimento/experiência e, às vezes, algum investimento financeiro.

Receber o resultado, emoldurar o diploma e acrescentar uma sigla ao nome no cartão de visita são alguns dos “gostinhos” bons que a certificação profissional traz.

Autoestima é uma planta que precisa ser regada, porém na rotina das empresas é difícil dedicar tempo para regá-la. Reuniões pouco produtivas, administração de egos, elaboração de relatórios que ninguém lê e outras coisas terminam por tornar o emprego (trabalho?) uma fonte de desmotivação.

Nesse contexto, passar por um processo de certificação profissional pode ser um desafio interessante. Primeiro o profissional tem que atribuir a meta, depois mergulha na preparação e por fim tem a recompensa.

certificação profissional

Eu me sinto sempre feliz e revigorado quando conquisto uma certificação profissional. E o curioso é que, quando eu tiro uma, quero logo tirar outra.

O sentimento de pertencimento

O homem é ser um gregário e, como tal, quer viver em grupos com pessoas com quem nutra afinidades. Além disso, a busca pelo sentido de pertencimento leva o homem a grupos onde ele se sinta acolhido.

certificação profissional

Com a certificação profissional ocorre isso mesmo: o profissional passa a fazer parte de uma coletividade, exibindo uma comenda que o aproxima de alguns e o distingue de uma vasta massa dos que não a obtiveram (ainda).

Em ambientes de trabalho, congressos e reuniões sociais, o fato de possuir uma certificação profissional confere ao engenheiro uma poderosa ferramenta de criar conexão e estabelecer uma relação de confiança com outros colegas.

Entretanto, o que mais me encanta na figura da certificação é o acesso a pessoas de escalão mais alto, seja de conhecimento, seja de hierarquia. Vou dar um exemplo.

Se você possui a certificação emitida por uma determinada instituição, pode facilmente participar dos eventos que essa instituição promove periodicamente. E aí ter um contato de igual para igual com gente de destaque. Você não estará lá de favor, mas por mérito.

Isso tem uma vantagem enorme. E se você decidir se envolver nessa instituição e trabalhar como voluntário, por exemplo, suas oportunidades se multiplicam!

O aumento da empregabilidade por meio da certificação profissional

Por fim, o ponto que leva cada vez mais gente a tirar uma certificação profissional: melhorar o currículo e aumentar a empregabilidade. Isso é um fato. Basta olhar a quantidade de vagas de emprego para as quais o candidato deverá apresentar determinadas certificações.

Todavia, eu vejo isso com cautela. Tem muita empresa exigindo certificação de pessoas e um elevado nível de conhecimento para algumas posições e pagando uma mixaria.

Além disso, nem sempre a certificação profissional atesta a competência do profissional no mercado de trabalho. Ela atesta, sim, o conhecimento ou a experiência, mas não necessariamente a qualificação necessária. O bom mesmo é aliar as coisas, com conhecimentos teóricos e práticos.

Se eu fosse você, me programaria para tirar uma certificação ainda em 2019. Dá tempo!

Outros textos de Aldo Mattos e do Buildin sobre profissão