Uma senha sera enviada para seu e-mail

O líder PMO de Inovação da Cyrela, Frederico Mattos, foi palestrante do Construsummit 2018.

Ele compartilhou a experiência da incorporadora e construtora de imóveis residenciais na contratação de startups para desenvolvimento de novas tecnologias que tornam mais eficientes suas atividades. Experiência essa fundamentada em performance, fomento a inovação, intraempreendedorismo e investimento em startups.

Construsummit 2018 Sala A (11.29 (258) - Fred Mattos - Cyrela

Para Mattos, a inovação tecnológica deve ser vista não como uma solução final, mas como uma ferramenta. Ou seja, para funcionar com eficácia necessita que a empresa defina claramente qual o escopo do problema a ser solucionado.

Intraempreendedorismo

Outro conceito abordado por Mattos é o de intraempreendedorismo. Este destaca a capacidade da empresa em manter-se atenta para novos negócios. “Muitas oportunidades estão passando pela nossa mão e não estamos agarrando, mas deixando para depois. Isso porque talvez porque não façam parte de nossas metas. Mas as empresas estão capacitadas para criar novos negócios com o próprio know-how”, afirma.

Um exemplo de como é possível trabalhar na atual cultura de uma grande corporação, no sentindo de implementar inovações, está relacionado ao ROI (Retorno Sobre Investimento), que precisa ser apresentado para que novos aportes sejam aprovados.

“É muito difícil calcular ROI para uma startup cuja meta é trazer melhoria ao ambiente de trabalho. Então, nesse caso, eu preciso estabelecer uma métrica diferente. Ou seja, mostrando que, a partir dos processos inovadores trazidos por essa empresa, haverá economia financeira e alto ganho de interação entre os funcionários”, explica.

Atração de startups

Segundo Mattos, as empresas precisam também se posicionar de maneira inovadora no mercado para atrair startups. Mais um ponto importante é a capacidade de aceleração de projetos, o fast tracking. “Não adianta a startup chegar à empresa, se não há condições de contatá-la”, diz.

Por meio de suas experiências, a Cyrela desenvolveu o próprio jeito de inovar. Este, afirma Mattos, é realizado em quatro frentes: performance, fomento à inovação, intraempreendedorismo e investimento em startups.

Inovação na Cyrela

Atualmente, a Cyrela está plugada em 30 startups cujos segmentos de negócios variam desde desconto em restaurantes até big data. Entre as empresas que receberam investimentos da Cyrela para desenvolvimento de soluções voltadas à incorporadora e construtora estão:

A Cyrela também vem desenvolvendo inciativas no sentido de fomentar a inovação na mercados de construção e imobiliária de modo geral. Mattos cita o Mit Hub, ambiente de coworking no qual startups trabalham em conjunto para realizar novos negócios tanto com parceiros quanto com o mercado. É uma das oportunidades para startups, especialmente construtechs.

“Não é algo direcionado para dentro, mas sim para fora. O intuito é tracionar empresas, para que consigam uma vida saudável financeiramente e saiam de lá, e, assim, outras startups ocupem seu lugar, sucessivamente”, explica.

O líder PMO de Inovação da Cyrela acredita que dessa maneira é possível que o empreendedor comece a buscar mais oportunidades no mercado de construtechs.

Construsummit 2018 Sala A (11.29 (219) - Fred Mattos - Cyrela

Construsummit 2019

E aí, gostou deste conteúdo?

Se você não foi ao Construsummit 2018 perdeu a oportunidade de ver isso (e muito mais) ser discutido ao vivo!

Se você foi, sabe do que estou falando! O Construsummit está transformando a engenharia civil brasileira.

De qualquer maneira, tenho certeza de que não quer deixar de participar da próxima edição do principal evento sobre inovação e tecnologia na construção!

Nos informe seus dados que te garanto que você estará entre os primeiros a saber sobre o Construsummit 2019!

P.S.: Os primeiros ingressos têm descontos de até 60%! Você não quer perder, não é mesmo?