Uma senha sera enviada para seu e-mail

Tudo começou com o estudo da Universidade da Califórnia em Los Angeles (UCLA) e o filósofo grego Diógenes. O estudo mediu por vários dias o tempo gasto por membros de uma família californiana em uma casa.

Com isso, descobriu que as pessoas passavam a maior parte de seus dias em dois cômodos: a sala de televisão e a cozinha.

Já o pensador Diógenes é também conhecido por ter largado todos suas posses para morar em um barril. Assim levando a cabo a ideia de que era possível viver bem com muito menos.

Ante essas duas inspirações, o CEO e fundador da Kasita, Jeff Wilson, começou a se questionar. A dúvida era se as pessoas realmente precisavam de tanto espaço em suas casas para viver bem.

Assim, Wilson começou diminuindo o tamanho de seu escritório na universidade em que trabalhava como professor.

Jeff Wilson - Kasita - Construsummit - 11. 28. 18 (2504)

Depois, resolveu deixar o lugar em que morava no Texas, uma casa de 232 m², com quatro quartos e três banheiros. “Seria possível viver com 1% de espaço que as pessoas normalmente vivem, ter 1% do desperdício do americano médio, usando 1% das coisas?”, indagou o professor em sua palestra no Construsummit 2018.

Professor Dumpster

Wilson resolveu então fazer um experimento. Foi morar em uma lixeira adaptada localizada no campus da universidade, com cerca de 3m². Surgiu assim o Professor Dumpster (Caçamba de lixo ou Lixeira) e o Projeto Dumpster.

Construsummit exterior_interior_dumpster projeto lixeira Jeff Wilson Buildin

Kasita: a história de um ano vivendo em uma caçamba de lixo e como ela inspirou o “IPhone da habitação” e um novo modelo de vida

A partir desse projeto, Wilson teve a ideia de criar a Kasita, startup que desenvolve e constrói micro casas modulares e inteligentes.

A lixeira adaptada onde morou por um ano contava com poucas coisas: ar condicionado, IoT para as condições climáticas e telhado deslizante.

Mas nela, Wilson tinha menos gastos, como água por exemplo, e gerava menos lixo. Além disso, o fato de viver na universidade, fez com que ele diminuísse o tempo e a distância para ir trabalhar. Logo, sobrava mais dinheiro e tempo para outras atividades. Em suma, Wilson tinha uma vida melhor.

Novo mercado imobiliário

O fundador da Kasita destaca que, nessa ocasião, começou a pensar nas necessidades das pessoas nos EUA no que diz respeito à moradia. Assim, constatou que havia um mercado enorme a ser explorado.

“Nos EUA, metade de quase todos os aluguéis costuma representar mais de 30% da renda do locatório. Além disso, mais de 6 milhões de unidades habitacionais precisam ser construídas”, diz. Ao mesmo tempo, as inovações tecnológicas na construção e na engenharia civil quase inexistiram.

Wilson resolveu inovar de uma forma radical e pensou: “Por que não construímos casas como produtos?”. A inspiração para a Kasita veio da Apple, no sentido de fornecer para o usuário a melhor experiência possível. Wilson explica que a natureza da habitação tradicional é estática. As casas são feitas em torno do espaço e não do usuário. Já o produto é uma experiência.

Segundo o fundador da Kasita, o mundo está mudando e a startup quer aproveitar as novas tendências. Wilson destaca que o setor de serviços está se tornando preponderante na economia. Ou seja, que as pessoas estão mais nômades, que as informações estão sendo armazenadas na nuvem. Logo, o compartilhamento de moradias é uma tendência.

Casas Modulares - Kasita Exterior D - Buildin

Casa da Kasita

Nesse sentido, Wilson quis desenvolver uma casa com um sistema operacional interno chamado ORIENT. “A casa é inteiramente automatizada, projetada para ser exatamente como o usuário deseja e andar com ele o tempo todo, diz.

Construsummit 2019

E aí, gostou deste conteúdo?

Se você não foi ao Construsummit 2018 perdeu a oportunidade de ver isso (e muito mais) ser discutido ao vivo!

Se você foi, sabe do que estou falando!

De qualquer maneira, tenho certeza de que não quer deixar de participar da próxima edição do principal evento sobre inovação e tecnologia na construção!

Nos informe seus dados que te garanto que você estará entre os primeiros a saber sobre o Construsummit 2019 e outros eventos promovidos pelo Buildin!

P.S.: Os primeiros ingressos têm descontos de até 60%! Você não quer perder, não é mesmo?