13 setembro 2018

Colaboradores

Construtalk Floripa – Conheça os destaques da programação do evento

Original de Buildin
Construtalk Floripa
0

Faltam poucos dias para acontecer o Construtalk Floripa, principal evento da região sul do Brasil focado em inovação na indústria da construção.

O encontro realizado pelo Buildin no dia 27 de setembro, faz parte de uma série de eventos itinerantes para gestores de construtoras e incorporadoras, empreendedores, arquitetos, investidores, estudantes e profissionais da área. As cidades de Belo Horizonte, Goiânia e Recife já receberam o evento.

A expectativa dos organizadores é a de um dia muito rico em networking e aprendizado. Para quem quer estar por dentro das principais tecnologias e inovações que estão impactando o setor, trata-se de uma oportunidade imperdível!

Programação com foco em inovação prática

Você sabe que inovação não é assunto do futuro, mas do presente. Também já percebeu que muito desse movimento disruptivo passa pelo trabalho das startups, em especial das construtechs e proptechs. Só para você ter uma ideia do universo sobre o qual estamos falando, já são mais de 350 startups nacionais em atuação criando um ambiente de disruptura no setor. Esse dado é do Mapa do Ecossistema de Construtechs, elaborado pela Construtech Ventures.

Por isso, logo na abertura do Construtalk Floripa, Marcus Anselmo, diretor de novos negócios da Softplan, abordará como as empresas tradicionais podem se beneficiar do relacionamento com as startups. Criação de um ambiente propício à inovação, maior engajamento dos colaboradores e mais agilidade nos processos são apenas alguns ganhos que companhias tradicionais da construção civil têm tido aliando-se às startups.

Novos meios de construir

Como não poderia ser diferente, uma série de tecnologias diruptivas terá presença na programação do evento em Florianópolis. Juliana Martinelli, fundadora e CEO da InovaHouse3D, falará sobre o desafio de implantar a manufatura aditiva na construção civil. A empresa vem trabalhando com impressão 3D em material cimentício.

Jonas Silvestre Medeiros, diretor técnico da Inovatec, discorrerá sobre a construção modular pré-fabricada, e os principais motivos para a implantação dessa solução no Brasil. Nessa entrevista concedida ao Buildin, ele conta que em países mais avançados, a evolução da indústria aponta para a construção modular. “Há diversas formas de fazer isso, mas todas passam por produzir mais na fábrica e menos no canteiro”, adianta o engenheiro.

Aprendendo com quem já fez

A curadoria aplicada na coleta de experiências reais é um dos pontos fortes da programação do Construtalk. Nesta edição na capital catarinense, é possível identificar o cuidado em garantir eficiência e sustentabilidade aos empreendimentos como um ponto de convergência entre os cases selecionados.

Veja o caso da catarinense Rôgga Empreendimentos. Gerson Castanho, gerente de inovação, compartilhará com os participantes do Construtalk os desafios e práticas da empresa no desenvolvimento de edifícios sustentáveis.

Pela implantação de central de pré-fabricação e tecnologia industrializada na construção de edifícios habitacionais, a Rôgga foi reconhecida com o Prêmio CBIC de Inovação e Sustentabilidade, oferecido pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção. Também por conta de suas práticas de sustentabilidade, a empresa conquistou o selo Casa Azul Caixa – Nível Ouro.   

Outro caso interessante será apresentado por Roberta Ghizoni e Ricardo Monti, sócios do Mos Arquitetos.

Ao público do Construtalk, a dupla falará sobre o projeto que culminou no primeiro edifício certificado com o Leed (Leadership in Energy and Environmental Design) em Santa Catarina. Trata-se da sede regional do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), instalada no Centro Empresarial Office Park. O empreendimento corporativo foi concebido com o objetivo minimizar o impacto ambiental de sua implantação, respeitando o contexto urbano e social.

Menos impacto ao ambiente

Ainda com foco em sustentabilidade, o wood frame será abordado em palestra realizada por Vicente Pires Júnior, gerente comercial da Tecverde. Esse sistema construtivo industrializado é baseado no uso de frames de madeira estrutural extraídas de florestas plantadas.

Segundo dados da Tecverde, a técnica é capaz de reduzir em 85% a geração de resíduos na construção civil e diminuir em 90% o uso de recursos hídricos. Além disso, oferece velocidade de produção (é três vezes mais rápido do que alvenaria estrutural) com redução de mão de obra.

Ainda durante o Construtalk Floripa, o panorama do uso de energias renováveis na construção será apresentado pelo engenheiro Andrigo Filippo Antoniolli. Pesquisador/doutorando da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Antoniolli falará principalmente sobre a geração de energia solar fotovoltaica, que vem sendo o foco de seus estudos.

Pitch time

Um momento que certamente vai atrair a atenção dos participantes do Construtalk Floripa é o Pitch Time. Divididos em duas ocasiões, uma pela manhã e outra na parte da tarde, com meia hora de duração, os encontros serão uma oportunidade valiosa e objetiva para interagir com construtechs promissoras do mercado.

Quer saber quais startups irão participar do evento? Olhe só:

  • Ismob – Plataforma digital de gestão para imobiliária e corretores. 100% na nuvem, permite gerenciar e mensurar a evolução dos negócios, automatizando e otimizando processos.
  • Vendo meu terreno – Criado em 2017, o marketplace ajuda empreendedores do ramo imobiliário a encontrar a melhor área para o seu próximo projeto. Também garante uma transação rápida e segura para os proprietários interessados em comercializar terrenos.
  • Welob – A startup trabalha com um software para planejamento e gerenciamento de obras. A plataforma se caracteriza pela fácil operação e por acompanhar o dinamismo do canteiro, permitindo ao engenheiro ter todas as informações em suas mãos. Com isso, agrega agilidade e assertividade à tomada de decisão.
  • Bider – Ferramenta que busca imóveis em diversos sites, imobiliárias e incorporadoras. A plataforma utiliza inteligência artificial para qualificação de leads no mercado imobiliário, auxiliando incorporadoras e imobiliárias a encontrar o imóvel certo para cada cliente.
  • Kaasa – A startup tem a missão de diminuir conflitos e melhorar a experiência dos inquilinos e proprietários de imóveis durante as atividades de reparo e manutenção. Entre outros recursos, o Kaasa localiza profissionais qualificados com garantia dos serviços realizados.
  • Banga – Sediada em Florianópolis, a startup de tecnologia imobiliária nasceu em 2017 para auxiliar quem busca lançamentos com ofertas especiais.

Inovação em habitações de interesse social

Um importante espaço na programação do Construtalk Floripa será dedicado à realização do debate “Como resolver os problemas de habitação na base da pirâmide?”.

Moderado por Luis Fernando Guggenberger, gerente de inovação e sustentabilidade da Vedacit, a mesa contará com a participação de Dorly Neto, coordenador do Laboratório de Habitação da Artemísia, Fernando Assad, cofundador do Programa Vivenda, e Paulo Boneff, gerente de responsabilidade social da Gerdau.

Entre os tópicos que serão discutidos na ocasião, destacam-se:

  • Como utilizar o desenvolvimento sustentável como alavanca na estratégia dos negócios?
  • Quais são as oportunidades para o setor da construção civil no segmento de habitação na baixa renda?
  • Qual é a importância dos negócios de impacto social nesse contexto?

E aí? Deu para ter uma ideia do quão interessante está a programação do Construtalk Floripa?

Não fique de fora! Além de palestrantes que são referências em suas áreas, o evento oferecerá muitas oportunidades para networking, seja em coffee-breaks, durante o almoço ou no happy hour que encerrará os trabalhos.

Se quiser obter mais informações sobre a programação do evento e fazer sua inscrição, acesse esse link. Mas corra porque faltam poucos dias.

Foto do Autor

Autor
Juliana Nakamura

Redatora freelancer do Buildin

Comentários