TUDO SOBRE A ENGENHARIA CIVIL

A Engenharia Civil compreende a concepção, o projeto, a construção e a manutenção de todos os tipos de infraestruturas e estruturas necessárias para o bem-estar das pessoas e desenvolvimento da sociedade. Por meio da Engenharia Civil que projetamos e construímos nossas cidades, impulsionando o crescimento e o avanço da sociedade. Devido aos crescentes desafios sócio-ambientais por todo o planeta, cada vez mais são necessários profissionais de engenharia bem qualificados.

Engenharia civil

Engenharia civil

O que é engenharia civil

Engenharia Civil é uma das principais profissões responsáveis pelo desenvolvimento e bem estar da sociedade. É a disciplina especializada na prática de projetar, construir e melhorar a infraestrutura.

Está diretamente ligada à concepção, supervisão, manutenção e projeção de edificações comerciais, habitacionais, corporativas e infraestruturas como: pontes, usinas, barragens, túneis, ferrovias, dentre outras. Também é função dela garantir a inspeção, a análise e a manutenção para preservação das estruturas construídas.

A principal área de atuação da engenharia civil é a construção civil.

Saiba Tudo Sobre Construção Civil

Engenharia deriva do latim ingenius (in, “dentro”; genius “divindade que preside em cada um”), já a palavra civil está ligada a “cidadão”. Com isso, engenharia civil nada mais é do que a aplicação de métodos científicos ou empíricos a utilização dos recursos da natureza em benefício do ser humano.

História da Engenharia Civil

O conceito de engenharia existe desde que o homem desenvolveu invenções como a polia, a alavanca e a roda, mas as primeiras construções da engenharia civil são as pirâmides do Egito, (que surgiram entre 4.000 e 2.000 a.C.). A partir daí, o desenvolvimento de sistemas construtivos e o uso de novos materiais levaram ao surgimento das Muralhas da China, o Partéon, os aquedutos, pontes e barragens romanas, e muitas outras grandes obras.

timeline_pre_loader
Linha do tempo da Engenharia

3000 a.c.

ANTIGUIDADE

Grandes obras de engenharia surgiram há mais de cinco mil anos na Mesopotâmia. No Antigo Egito, dentre as mais notáveis estão as Pirâmides de Gizé, feitas há mais de quatro mil anos, e a cidade de Alexandria.

Na Grécia Antiga, houve, pela primeira vez, a conexão entre a engenharia e a ciência pura. Arquimedes é considerado o pioneiro na aplicação de conceitos físicos e matemáticos. Ele criou um sistema capaz de transportar água para diferentes elevações.

Vitrúvio elabora um dos manuscritos mais antigos sobre engenharia no qual descreve as técnicas e habilidades que um engenheiro deve dominar, como conhecimentos científicos, filosóficos e éticos, dentre outros.

400 d.c.

PERÍODO MEDIEVAL

Criação de grandes fortificações em castelos, para prevenir invasões, avanços na utilização de rodas de água para transportar água e mover moinhos e na construção de canais navegáveis.

1400

ERA MODERNA

A partir da Renascença, o engenheiro passou a ganhar importância e reconhecimento. Filippo Brunelleschi, pioneiro, projetou o domo da catedral de Santa Maria del Fiore, em Florença. Depois da Revolução Industrial, na Europa, as obras estruturais necessárias para o desenvolvimento industrial eram geralmente conduzidas por engenheiros militares.

No século XX, a Engenharia Civil passou a se desenvolver e se especializar, com os avanços científicos e fundamentações teóricas do comportamento dos materiais.

Criação da profissão de engenheiro civil

A profissão só foi reconhecida a partir da Revolução Industrial, quando, em 1786, o inglês John Smeaton se autodenominou Engenheiro Civil para diferenciar-se dos engenheiros militares – que na época eram os responsáveis por grandes construções, voltadas, principalmente, para o combate de guerras.

Anos depois, fundou a Sociedade dos Engenheiros Civis, com o propósito de reunir profissionais para desenvolver grandes obras. Em 1814 o termo engenharia foi dicionarizado em língua portuguesa.

Áreas da Engenharia Civil

A graduação de Engenharia Civil confere aos profissionais diversas opções de carreira, há especializações nas seguintes áreas:

Construção

É a área responsável pela execução e gerenciamento de obras, levando em conta engenharia de custos, eficiência e segurança. Dentre as atividades destacam-se a criação de fundações, concretagem, acabamento, construção de pontes e túneis, bem como o cumprimento dos aspectos legais de uma obra. Na área de construção urbana cabe ao engenheiro civil projetar, construir e reformar edifícios e instalações de áreas urbanas, como: estádios, shoppings, aeroportos, museus, dentre outros.

Estruturas

Foca no projeto de estruturas em edificações e busca a concepção de elementos seguros e econômicos para fornecer rigidez e resistência a um edifício. Esta área requer o uso dos princípios físicos, o conhecimento das características dos materiais e ferramentas computacionais para realizar o dimensionamento e a escolha correta dos materiais. É tarefa do engenheiro de estruturas projetar estruturas de madeira, aço ou concreto, que dão apoio às construções.

Recursos Hídricos

Requer do engenheiro civil a aplicação de métodos e conhecimentos sobre os processos hidrológicos e hidráulicos usados como base para o planejamento de estruturas para o fornecimento de água, prevenção de enchentes, criação de redes de irrigação e geração de energia. Cabe à ele executar, gerenciar e desenvolver obras de canais, reservatórios, barragens, drenagens, obras costeiras ou sistemas de irrigação. Geralmente, nesta área, o trabalho é desenvolvido junto com um engenheiro ambiental.

Recursos Energéticos

Compreende o trabalho desenvolvido com fontes de energia relacionadas à Engenharia Ambiental, como as tradicionais, alternativas e renováveis, e também com sistemas e métodos de conversão e conservação de energia e impactos energéticos ambientais.

Transportes

Estudo das infraestruturas dos sistemas de transportes e seu possível desenvolvimento e manutenção. O engenheiro de transportes atua com o planejamento e a manutenção de rodovias, ferrovias, sistemas hidroviários e aeroviários.

Geotécnica

É o ramo que se preocupa com os componentes da superfície terrestre, como o solo e as rochas. Refere-se diretamente à análise das variáveis que indicam a capacidade destas estruturas de receber sobre si a fundação das demais obras de infraestrutura.

Ambiental

O engenheiro ambiental lida com a interação da biosfera e dos seus elementos no que se refere à proteção ambiental, ao manejo de recursos e à minimização dos impactos ambientais.

Saneamento

O engenheiro que se dedica a essa especialidade se volta ao desenvolvimento de projetos de saneamento básico, tais como: rede de captação e distribuição de água e estação de tratamento de esgoto.

Orçamento e planejamento

Nesse segmento, o engenheiro civil faz o levantamento e análise da quantidade de materiais, custos e viabilidade de obras, assim como elaborar cronogramas físico-financeiro.

Infraestrutura

Nesse segmento cabe ao engenheiro projetar e construir rodovias, túneis, metrôs, viadutos, pontes, ferrovias e portos.

Mapeamento

É a área que faz a coleta de dados em campo para a confecção de mapas que servirão de base para o planejamento da futura obra.

Projetos de Engenharia Civil

Um projeto de engenharia é o roteiro que norteia o processo de produção da construção, indicando objetivos, prazos e custos. Em geral, projetos de construção são conduzidos, do ínicio ao fim, por um engenheiro civil responsável pela obra.

O projeto é o guia de execução de uma obra e garante que esta seja planejada, executada, controlada e entregue de acordo com o escopo inicial, atendendo às necessidades e objetivos descritos.

Os projetos são divididos de acordo com as seguintes disciplinas:

  • Arquitetura;

  • Fundações;
  • Climatização;
  • Automação;
  • Segurança predial;
  • Segurança contra incêndio;
  • Paisagismo;
  • Drenagem;
  • Terraplenagem;
  • Pavimentação;
  • Interiores;
  • Esquadrias e vidros;
  • Elevadores/transporte vertical;
  • Acústica;
  • Iluminação;

  • Fundações;
  • Análise térmica/energética;
  • Impermeabilização;
  • Estruturas (concreto, metálica, alvenaria estrutural);
  • Instalações (hidráulicas, elétricas etc.);
  • Fachadas (revestimentos externos) ou fechamentos pré-fabricados;
  • Cozinhas;
  • Garagens;
  • Meio ambiente;
  • Impacto de tráfego.

Grandes obras da engenharia civil

  • Construção Urbana

    Grandes obras da engenharia civil - Museu do Amanhã

    Imagem: Divulgação

    Museu do Amanhã:

    Inspirado na fauna e na flora brasileiras, o Museu do Amanhã, localizado no Rio de Janeiro, possui 15 mil m² de área construída e tem como matéria-prima o concreto, que suporta a estrutura metálica da cobertura definida por uma grade estrutural triangular simétrica, tramada entre duas linhas geométricas retas externas, que percorrem 340 m. Empresa responsável pela engenharia: Projeto Alpha Engenharia

  • Estruturas e Fundações

    Grandes obras da engenharia civil -Templo de Salomão

    Imagem: Divulgação

    Templo de Salomão

    Construído no Brás – centro-leste de São Paulo – a sede mundial da Igreja Universal do Reino de Deus, teve uma Obra de fundação e contenção dos subsolos para a garagem, que comporta até dois mil carros. Foram executadas estacas de hélice contínua de 90 cm até 120 cm de diâmetro e com profundidade de 20 m. Além de 6 mil m² de parede diafragma com espessura de 50 cm. Empresas responsáveis pela engenharia: Construcap e Engiurd. Engenheiros Civis: Roberto Ribeiro Capobianco e João Luiz de Andrade Pereira.

  • Gerência de Recursos Prediais

    Grandes obras da engenharia civil - Residência Multifamiliar

    Imagem: site Alto QI Edificação

    Residencia Multifamiliar

    Projeto do sistema hidráulico de água fria, sanitário e gás. Engenheiras Civis: Tânia Mara Baldissera e Bárbara Maurer.

  • Orçamento e Planejamento

    Grandes obras da engenharia civil - Creche de Ubá

    Imagem: site Alto QI

    Creche de Ubá – MG

    Descrição de materiais para o abrigo de hidrantes do projeto da creche do bairro de São João, em Ubá – MG. Empresa responsável pela engenharia: ENGEVIL Construtora. Engenheiro Civil: Bruno Oliveira Reskalla.

  • Hidráulica e Recursos Hídricos

    Grandes obras da Engenharia Civil - Itaipu

    Imagem: Divulgação

    Complexo Hidroelétrico de Itaipu

    Localizado no Rio Paraná, sua construção foi uma parceria entre o Brasil e o Paraguai e é uma das maiores barragens do mundo. Para o projeto foram utilizados cerca de 13 milhões de m³ de concreto e a intervenção de aproximadamente 40 mil operários. Engenheiros Civis: Gomurka Sarkaria, Corrado Piasentin e Paul Folberth.

  • Infraestrutura

    Grandes obras da Engenharia Civil - Ponte Rio Niterói

    Imagem: Divulgação

    Ponte Rio-Niterói

    Construída na Baía Guanabara, a Ponte Presidente Costa e Silva mede 13,29 km, sendo quase 8,83 km sobre a água e 72 m de altura em seu ponto mais alto. Empresas de engenharia responsáveis: Noronha Engenharia, Howard, Needles, Tammen and Bergendorf. Engenheiros Civis: Antônio Alves de Noronha Filho e Benjamin Ernani Diaz.

  • Saneamento

    Grandes obras da Engenharia Civil - Saneamento da cidade do Panamá

    Imagem: Odebrecht

    Saneamento da Cidade e da Baía do Panamá

    Construída em 2013, foi implementado o sistema de saneamento da capital com túnel interceptor e planta de tratamento de águas residuais, evitando que o esgoto chegue aos rios e a Baía. Empresa de engenharia responsável: Odebrecht.

Outras grandes obras

A Sociedade Americana de Engenheiros Civis compilou uma lista com as sete maravilhas do mundo moderno, das quais destacam-se o Eurotúnel, sob o estreito de Dover entre o Reino Unido e a França, o canal do Panamá, que liga o oceano Pacífico ao Atlântico e a Usina Hidrelétrica de Itaipu, entre o Brasil e o Paraguai.

Empresas de engenharia civil

A revista “O Empreiteiro”, baseada em uma pesquisa realizada com base nos dados de 2015, elaborou o Ranking da Engenharia Brasileira, elencando as “500 Grandes da Construção”. Veja, ao lado, o perfil de cinco grandes empresas da indústria da construção que se destacaram em 2015. 

Destaques 2015

Salário na Engenharia Civil

A remuneração de um engenheiro civil varia muito de acordo com a sua formação, com o porte da empresa onde está atuando e sua experiência profissional, podendo chegar a R$ 20 mil.

A média salarial também varia em função da região do País. São Paulo, indicada como capital do mercado de engenharia civil pela Kelly Services, emprega cerca de 30 mil engenheiros, 14% de todo o mercado nacional de engenharia. Na capital paulista, salário médio inicial de um engenheiro civil, entre 20 e 25 anos, é de R$ 6.282, segundo dados da ferramenta online Salariometro, da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

O segundo maior Estado empregador, segundo a Kelly Services, é o Rio de Janeiro, com 11%, seguido por Belo Horizonte, com 5%. Na capital carioca, o mesmo engenheiro civil recebe, em média, R$ 7.074,00.

De uma ponta a outra do País, o salário de engenheiro civil também varia: enquanto um profissional gaúcho tem um salário inicial de R$ 5.422,00, o colega que trabalha na Bahia recebe R$ 5.606,00.

Para os cargos de engenheiro civil ocupados por candidatos seniores, que têm entre 40 e 49 anos, a mesma variação salarial é constatada. Em São Paulo, o salário inicial é estimado em R$ 7.961,00; no Rio de Janeiro, R$ 9.790,00; na Bahia R$ 9.635,00 e no Rio Grande do Sul R$ 6.584,00.

A variação regional acontece devido às diferentes demandas de trabalho nas cidades.

  • O salário inicial de um engenheiro civil varia de R$ 5 mil a R$ 6 mil de acordo com a carga horária e tamanho do projeto.
  • A engenharia civil está entre as profissões mais bem pagas do Brasil, com salários acima de R$ 4 mil, de acordo com o IBGE.
  • De acordo com a lei nº 4.950-A/1966, o piso salarial de um engenheiro civil não deve ser inferior a seis salários mínimos, com uma carga horária mínima de seis horas.

Fonte: CREA-SP

O Salário Mínimo do engenheiro O Salário Mínimo do engenheiro

NÍVEL HIERÁRQUICO: PLENO

  • Norte: R$ 5.904 a R$ 12.461 mil
  • Nordeste: R$ 6.094 a R$ 7.524 mil.
  • Centro-Oeste: R$ 6.663 a R$ 7.556 mil.
  • Sudeste: R$ 7.219 a R$ 8.477 mil.
  • Sul: R$ 6.948 a R$ 7.848 mil.

O Salário Mínimo do engenheiro

Os engenheiros civis têm um piso salarial mínimo profissional definido por lei, com validade em todo o País. Essa remuneração está vinculada ao salário mínimo vigente e varia de acordo com a jornada diária de trabalho. A Lei 4.950/A de 22 de abril de 1966 estabelece critérios para a jornada e remuneração de todos os profissionais de Engenharia, Arquitetura e Agronomia.

  • Jornada de 6 horas: 6 salários mínimos;
  • Jornada de 7 horas: 7,25 salários mínimos; e
  • Jornada de 8 horas: 8,5 salários mínimos.

Salário Médio na Engenharia Civil

No Brasil, segundo o Guia de Profissões e Salários da Catho, o salário médio de um engenheiro é de R$ 7.334,46. O mesmo guia aponta também as diferenças entre os salários dos profissionais da área:

  • Maior salário engenheiro civil:: R$ 7.618
  • Menor salário engenheiro civil: R$ 6.695

As áreas que melhor remuneram os engenheiros civis são:

  • Papel e derivados: média de R$ 8.031
  • Mineração: média de R$ 7.919
  • Consultoria geral: média de R$ 7.436
  • Construção Civil: média de R$ 7.431

Quanto ganha um engenheiro civil em outros países:

Em outros países, a média salarial é um pouco diferente. Segundo dados da Universidade Estadual de Michigan, publicados da página de Economia do Uol, em 2014, o salário médio anual de um engenheiro civil, nos Estados Unidos, era US$ 51.622 (R$ 132.317).

Já em cargos de diretoria, segundo a pesquisa global da empresa de recrutamento Michael Page, publicada na revista Exame, o salário dos engenheiros civis brasileiros é relativamente alto, se comparado ao praticado em outros países, inclusive nos desenvolvidos.

De acordo com o estudo, a remuneração média de um diretor de construção, no Brasil, é de pelo menos US$ 154 mil por ano, enquanto o salário do mesmo profissional no Canadá e na França começa em torno de US$ 80 mil.

Países Salário anual (em dólares)
Canadá US$ 41 mil a US$ 148 mil
Alemanha US$ 68 mil a US$ 177 mil
China US$ 67 mil a US$ 181 mil
França US$ 55 mil a US$ 165 mil
Austrália US$ 102 mil a US$ 271 mil

Fonte: Revista Exame

Símbolo-da-engenharia-civil-300x300

Símbolo da engenharia civil

Engrenagens, roldanas e materiais de medição são usados em diversos países como símbolo da engenharia civil, porém, nenhum deles é oficial.

No Brasil, a imagem da deusa Minerva (ou Atenas, na mitologia Grega), inserida em uma moldura em forma de engrenagem, é a mais usada pelas universidades e também pelo Conselho Federal de Engenharia (Confea).

A composição é inspirada nas características de Minerva, conhecida como a deusa da sabedoria, das artes e da estratégia de guerra, e representada como uma guerreira: com capacete na cabeça, escudo no braço e lança na mão.

Engenhosa, a deusa aparece como uma grande inventora e inspiradora dos profissionais em seus projetos de engenharia civil.

Indicadores da Construção Civil
3 Ebooks sobre Segurança do Trabalho

O que faz um Engenheiro Civil

Em resumo, o engenheiro civil projeta, gerencia e supervisiona todas as etapas de uma construção ou reforma. No canteiro de obras, o engenheiro civil chefia as equipes de trabalho, acompanhando prazos, custos, padrões de qualidade e segurança.

Atribuições do engenheiro civil

O engenheiro civil pode trabalhar em diversos segmentos do mercado, inclusive no exterior. Confira todas as áreas nas quais o engenheiro civil pode atuar de acordo com o Decreto nº 23.569 de 11 de Dezembro de 1933:

  • Trabalhos topográficos e geodésicos;
  • Estudo, projeto, direção, fiscalização e construção de edifícios, estradas, obras de captação e abastecimento de água, de drenagem e irrigação, aproveitamento de energia e dos trabalhos relativos às máquinas e fábricas, portos, rio, canais, saneamento urbano e rural;
  • Projeto, direção e fiscalização dos serviços de urbanismo;
  • Perícias e arbitramentos.
O Confea, por sua vez, por meio de sua Resolução 1048/2013, elenca as atribuições do engenheiro civil da seguinte maneira:

  • desempenho de cargos, funções e comissões em entidades estatais, paraestatais, autárquicas e de economia mista e privada;
  • planejamento ou projeto, em geral, de regiões, zonas, cidades, obras, estruturas, transportes, explorações de recursos naturais e desenvolvimento da produção industrial e agropecuária;
  • estudos, projetos, análises, avaliações, vistorias, perícias, pareceres e divulgação técnica;
  • ensino, pesquisa, experimentação e ensaios;
  • fiscalização de obras e serviços técnicos;
  • direção de obras e serviços técnicos;
  • execução de obras e serviços técnicos;
  • produção técnica especializada, industrial ou agropecuária.

CBO do engenheiro civil

A Classificação Brasileira de Ocupações (CBO) é o documento que reconhece, nomeia e codifica os títulos e descreve as caraterísticas das ocupações do mercado de trabalho.

O CBO do engenheiro civil é 2142-05, onde está descrito que os profissionais e laboram projetos, gerenciam obras, controlam a qualidade de empreendimentos. Coordenam a operação e manutenção do empreendimento. Podem prestar consultoria, assistência e assessoria e elaborar pesquisas tecnológicas.

Para consultar a lista completa de CBOs, com todas as especialidades, faça a busca pelo título Engenheiro Civil no Portal do Trabalho e Emprego. (Fonte: mtecbo.gov.br)

Currículo do engenheiro civil

Principais conhecimentos: Além da formação técnica, as empresas valorizam profissionais que tenham experiência com a rotina do canteiro de obras, gerenciamento de materiais e recursos prediais, que tenham boa comunicação e cursos complementares para as áreas específicas onde a empresa atua. Ter domínio de outros idiomas e em computação, também são requisitos exigidos em quase todas as vagas, principalmente em multinacionais.

Fonte: Guia do Estudante

Principais nomes de engenheiros civis famosos

Vários nomes de engenheiros civis ganharam destaque pelos seus feitos e suas contribuições para o avanço da área de engenharia. Na história mundial, um dos nomes mais importantes é o do francês Gustave Eiffel, especialista na construção de grandes obras mecânicas, cujo maior feito foi a Torre Eiffel, idealizada para exposição no centenário da Revolução Francesa em 1889, e que se tornou símbolo de Paris.

O Brasil contou com profissionais muito competentes, como André Rebouças (1843-1898), engenheiro civil baiano responsável por importantes obras ferroviárias, portuárias e de saneamento em diversas províncias do país; e Francisco Paes Leme de Monlevade (1861-1944), responsável pela primeira eletrificação ferroviária brasileira, na Cia. Paulista.

Além deles, outros engenheiros civis brasileiros também conquistaram destaque, pode-se citar: Prestes Maia, Odair Grillo, Ramos de Azevedo, Teodoro Sampaio, Aarão Reis, Figueiredo Ferraz, Lucas Nogueira Garces, Falcão Bauer, Milton Vargas e muitos outros.

Confira abaixo alguns dos nomes de engenheiros que contribuíram para o desenvolvimento da engenharia brasileira:

  • Asa White Kenney Billings
  • Antonio Rebouças
  • Odair Grillo
  • Aécio de Miranda Breitbach
  • Dickran Berberian
  • Virginia Moura
  • Luiz Alfredo Falcão Bauer

DIA DO ENGENHEIRO
CIVIL

No Brasil, 11 de dezembro é a data dedicada para homenagear estes profissionais. O Dia do Engenheiro surgiu com a promulgação do Decreto de Lei nº 23.569, de 11 de dezembro de 1933, que regulamenta e oficializa as profissões de Engenheiro, Arquiteto e Agrimensor no Brasil, e cria o Confea. Até hoje a data, além de ser festiva, é considerada um marco na história da regulamentação profissional e técnica no Brasil.

Mercado de trabalho da engenharia civil

Empregos para engenheiro civil

A demanda por profissionais da área é global. De 42 países pesquisados pelo ManPowerGroup, apenas na Bélgica e na Holanda profissionais de Engenharia Civil não aparecem entre os 10 mais difíceis de encontrar, segundo a pesquisa publicada na revista Exame.

No ranking dos 10 profissionais em falta, os engenheiros civis aparecem em 3º lugar em vários países, dentre estes Austrália, Hong Kong e Índia, Taiwan e Noruega. Na Suécia, Turquia e África do Sul os engenheiros civis ocupam o 1° lugar do ranking de demanda de profissionais sendo os mais requisitados.

O que é valorizado na profissão

As empresas costumam valorizar profissionais organizados e detalhistas, dinâmicos, proativos e com bom relacionamento interpessoal.

O engenheiro trata diretamente com profissionais de variados escalões, desde diretores até operários de obra, além de eventualmente lidar com os clientes..

É importante que o engenheiro civil tenha consciência dos longos ciclos de desenvolvimento de uma obra, que às vezes ultrapassam três anos. Isso é fundamental para o planejamento de carreira desses profissionais.

Dentre as competências gerais, é importante que o engenheiro:

  • Utilize meios de comunicação de maneira eficiente
  • Utilize plenamente ferramentas de tecnologia da informação
  • Tenha pleno domínio da gestão de recursos e do tempo
  • Trabalhe em equipes multidisciplinares
  • Valorize o aprendizado contínuo
  • Além disso, são habilidades valorizadas na profissão:
  • Criatividade, especialmente no que diz respeito ao processo de design
  • Capacidade analítica para compreensão e desenvolvimento de soluções
  • Perfil inovador na resolução de problemas
  • Proatividade para melhoria de processos

Especializações da engenharia civil

Confira algumas opções de especialização para profissionais dessa área:

  • Engenheiro de obras

    Em geral, o primeiro cargo do engenheiro recém formado. É desse profissional a responsabilidade pela gestão dos operários e prestadores de serviço dentro de canteiro. Cuida do cronograma de obra, do recebimento de materiais, da qualidade do serviço e da logística de canteiro.
  • Coordenador de projetos

    É quem faz o planejamento do cronograma físico-financeiro de uma obra, considerando aspectos técnicos, logísticos e financeiros, além de fazer o acompanhamento da execução ao longo do tempo, realizando adequações conforme o andamento da obra.
  • Projetista

    É o profissional de engenharia que se especializa em determinada disciplina e desenvolve os projetos necessários para a execução de determinada etapa de uma obra. Existem projetistas de diversas especialidades, como fundações e geotecnia, estruturas, alvenaria e fechamentos revestimentos, fachadas, coberturas, instalações elétricas e hidráulicas, dentre outras.
  • Orçamentista

    Após a elaboração do projeto, o orçamentista levanta as quantidades de materiais solicitados pelo projetista, faz cotações de valores junto a empresas capazes de atender à demanda dentro do prazo previsto, compra e planeja a entrega de acordo com o cronograma de obra.
  • Gestão da qualidade

    O profissional de engenharia que se dedica à qualidade pode atuar dentro do canteiro, fiscalizando serviços e desenvolvendo melhorias de processo para obter desempenhos superiores, menores consumos de materiais e atendimento a prazos. Também pode trabalhar em laboratórios de desenvolvimento e ensaio de materiais, buscando obter características mais adequadas para os materiais usados em canteiro.
  • Área acadêmica

    Ao optar pela área acadêmica, o engenheiro civil pode atuar dentro de sala de aula, lecionando em diversas disciplinas, e pode desenvolver projetos de pesquisa em campos diversos da engenharia, como processos, materiais, projetos, interfaces, produtividade etc.
  • Perícia

    Quando da ocorrência de sinistros na construção civil, é imprescindível a análise de profissionais qualificados para confecção de laudos que determinem as causas técnicas do problema. Esse profissional é o perito em engenharia civil, que indica se houve falhas técnicas e se foram relacionadas a projeto, processo ou materiais.
  • Gerente de facilities

    A operação e manutenções preventivas, preditivas e corretivas de equipamentos existentes em edificações precisam ser feitas por profissionais qualificados. Por isso, o engenheiro civil pode optar por se especializar nesse tipo de serviço que, além do conhecimento técnico necessário,demanda planejamento para que a operação do edifício não seja comprometida.
  • Área de finanças

    Devido à facilidade com cálculos e ciências exatas em geral, o engenheiro civil encontra vasto campo de trabalho em empresas que lidam com números, principalmente bancos. Em épocas em que a construção civil enfrenta dificuldades, com baixa oferta de emprego, os profissionais de engenharia civil costumam migrar para tais áreas.

Vagas de engenheiro civil

A internet é um grande meio para encontrar vagas de engenheiro civil, pela facilidade de poder filtrar para sua região ou por pretensão salarial, por exemplo. Separamos 5 links para sites com vagas disponíveis em todo o Brasil:

Concursos na área
de engenheiro civil

Além de o engenheiro civil ser muito valorizado no mercado e como empreendedor, esse profissional também tem boas oportunidades nos órgãos públicos principalmente como concursado. Muitos concursos públicos têm vagas abertas para engenheiros civis, oferecendo bons salários e benefícios.

Conhecimentos exigidos

Conhecimentos básicos:

  • Matemática
  • Língua Portuguesa
  • Noções de Informática
  • Ética

Conhecimentos específicos:

  • Cálculos de área.
  • Cálculos de materiais.
  • Estruturas
  • Instalação elétrica.
  • Hidráulica.

FACULDADE DE ENGENHARIA
CIVIL

As Melhores faculdades

Quanto custa a faculdade?

O valor das mensalidades do curso de engenharia civil varia entre R$ 800,00 a R$ 2 mil.

A lista ao lado, foi publicada no site Vivo Seu Dinheiro, e indica quanto custa faculdade na área em algumas das principais universidades particulares do Brasil, em várias regiões do país.

O quadro ao lado, apresenta as instituições que mais se destacaram no ranking do Índice Geral de Cursos (IGC), indicador do Ministério da Educação que avalia a excelência do ensino nas instituições de ensino superior.

Naquelas em que o preço é antecedido pelos dizeres “a partir de”, significa que é o valor equivalente a 4 créditos acadêmicos, a uma disciplina ou ao número mínimo de créditos. Nos demais casos, o valor fechado de mensalidade foi informado pela instituição.

Veja a lista com o valor das mensalidades do curso de Engenharia Civil:

(Valores de mensalidade base 2016)

Vestibular Engenharia Civil

Apesar das semelhanças entre os cursos de Arquitetura e Engenharia Civil, é preciso observar as diferenças das suas atuação no mercado de trabalho. Na primeira, o profissional trabalha tanto a área de exatas quanto a de humanas, podendo ainda se especializar em comunicação visual. Já na segunda opção, cabe ao engenheiro civil responsabilizar-se pelo cálculo e dimensionamento das colunas, vigas, uso de materiais e supervisão da obra, dentre tantas outras atividades.

A média da nota de corte para os cursos de engenharia civil é de 780 a 800 pontos.

Fontes: Enem, Prouni e Sisu.

Nota de corte

Relação candidato/vaga:

UFSC - 37,37 | UERJ - 16,56 | UFRGS - 13,27

Dependendo da concorrência, do nível dos demais candidatos e da qualidade do ensino, a instituição define a nota de corte, ou seja, a pontuação mínima a ser alcançada no vestibular para entrar em uma graduação.

Não existe uma nota de corte única para Engenharia Civil que garanta a vaga em todas as universidades. Sabe-se, porém, que é uma das notas mais altas como mostra a lista, elaborada com informações do site Mundo Vestibular.

Estágio Engenharia Civil

  • O estágio supervisionado é obrigatório a partir do 7º semestre, quando o aluno já tem conhecimento suficiente para atender as funções exigidas no campo de trabalho.
  • Os estagiários da área aparecem dentre os melhores remunerados, segundo estudo do Núcleo Brasileiro de Estágios (Nube), publicado no site AECWeb. A remuneração média é de 1.300 reais. Para outros cursos, a média da bolsa-auxílio é de 1.100 reais.
  • O valor da bolsa-auxílio varia entre R$ 1.300 a R$ 2 mil.

Matérias de Engenharia Civil

Ciências Exatas (matemática, química e física)

Tecnologia das construções

Estruturas de materiais (aço, madeira e concreto)

Geotécnica, topografia e estudo de solo

Hidráulica e saneamento

Transportes

Desenho técnico

Responsabilidade ambiental e social

Ética e Legislação profissional

Cálculos de Engenharia Civil:

  • Área: para medir uma superfície.
  • Círculo de Mohr: forma gráfica de resolver um estado de tensões.
  • Perímetro: é o cálculo para medir o comprimento de um contorno.
  • Cálculo estrutural: estabelece a dimensão e a capacidade de sustentação dos elementos de uma estrutura.
  • Volume: usada para calcular o volume de um objeto ou material. Ex: concreto.
  • Campo elétrico: usado para determinar a intensidade do campo elétrico e da corrente elétrica.
  • Calorimetria: fórmula para medir a variação de calor.
  • Pressão: cálculo para medir a pressão de gases e líquidos.
  • Força: usada para calcular força, massa ou aceleração.
  • Empuxo: calcula a força hidrostática.

Livros essenciais da engenharia civil

null

Análise de Estruturas – Conceitos e Métodos Básicos

  • SAIBA MAIS

    • Autor: Luiz Fernando Martha.
    • Editora: Campus.
    • O livro apresenta, com forte embasamento conceitual, a teoria e a aplicação da análise de estruturas reticuladas, hiperestáticas e isostáticas.

null

Ilhas de Calor: Como mitigar zonas de calor em áreas urbanas

  • SAIBA MAIS

    • Autor: Lisa Gartland
    • Editora: Oficina de Textos
    • O livro aborda as causas e os efeitos das ilhas de calor na vida de 75% da população mundial que vive em áreas urbanas e suburbanas, diretamente afetadas.

null

Preparação da Execução de Obras

  • SAIBA MAIS

    •  Autor: Ana Lúcia Rocha de Souza e Silvio Burrattino Melhado
    • Editora: Nome da Rosa.
    • Oferece ao consumidor uma reflexão sobre a interface projeto-execução e apresenta um método de gestão chamado PEO.

null

Gerenciamento de resíduos sólidos na Construção Civil

  • SAIBA MAIS

    • Autor: Andre Nagalli
    • Editora: Oficina de Textos
    • Aborda a classificação e quantificação de resíduos, sua coleta, transporte e destinação. Explica a importância do gerenciamento na fonte, sua reutilização, reciclagem e o descarte ambientalmente correto.

null

Topografia para Engenharia

  • SAIBA MAIS

    • Autor: Irineu da Silva e Paulo Cesar Lima Segantine
    • Editora: Campus
    • O livro aborda as principais teorias e técnicas da área de Geometria no âmbito das ciências exatas, com destaques para Engenharia Civil e a Engenharia de Agrimensura.

null

Projeto e Execução de Alvenarias: fiscalização e critérios de aceitação

  • SAIBA MAIS

    • Autor: Luís Viana dos Santos Júnior
    • Editora: Pini
    • É um guia para a fiscalização na execução das alvenarias, apresentando critérios mínimos para aceitação do trabalho.

null

Manual de Projetos de Infraestrutura e Engenharia

  • SAIBA MAIS

    • Autor: Álvaro Camargo e Julio Schwartz
    • Editora: Oficina de Textos.
    • O livro abrange os principais aspectos relacionados com o desenvolvimento de projetos de infraestrutura e engenharia.

null

Como gerenciar as compras de materiais na Construção Civil

  • SAIBA MAIS

    • Autor: Adriana de Paula Lacerda Santos e Antonio Edésio Jungles
    • Editora: Pini
    • Auxilia os profissionais no gerenciamento de compras de materiais de construção.

null

Como aumentar a Eficiência da Mão de Obra

  • SAIBA MAIS

    • Autor: Ubiraci E. Lemes de Souza
    • Editora: Pini
    • Aborda, de forma racional, a discussão da produtividade da mão de obra e a subjetividade da opinião pessoal qualitativa.

CURSO DE ENGENHARIA CIVIL

Pós-graduação em Engenharia Civil

Diferente da graduação, a estrutura curricular da pós-graduação muda bastante de uma instituição para outra. Daí, a dificuldade em listar os melhores cursos de pós-graduação da área. Ainda assim, o site E-konomista elencou quatro cursos destaque.

  • Engenharia Civil com Ênfase em Construção Civil - Centro Universitário Salesiano de São Paulo
  • Engenharia Civil: estruturas e construção civil - Universidade Federal do Ceará
  • Estrutura e Construção Civil - Universidade Federal de Brasília
  • Sustentabilidade da Construção Civil - Centro Universitário de Araraquara

Mestrado em Engenharia Civil

O mestrado permite estudar e pesquisar, com profundidade, uma área de atuação específica, como Engenharia Costal, Geotécnica, Ambiental, Estrutural e de Materiais.

A página Master Mestrado reúne todos os programas de mestrado da área tanto no Brasil como no resto do mundo.

Para consultar as universidades brasileiras com os melhores cursos de mestrado, consulte matéria especial da Exame que destaca, dentre outras, a UFRGS, a PUC-RS, e a UFMG.

Curso Técnico de Engenharia Civil

Para quem tem interesse em cursar posteriormente a faculdade na área, começar pelo curso técnico em Edificações pode ser o melhor caminho. Assim, já é possível conhecer a área e, após dois anos de estudo, começar a trabalhar.  O site Guia da Carreira elencou três instituições universidades que oferecem o curso técnico em Edificações:

EAD em engenharia civil

O curso a distância de engenharia civil tem como objetivo capacitar o aluno a analisar, planejar e executar projetos. Veja abaixo a lista com os 5 melhores EAD na área de engenharia civil:

  1. Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA)
  2. Universidade Estácio de Sá (UNESA)
  3. Centro Universitário do Instituto de Educação Superior de Brasília (IESB)
  4. Centro Universitário do Sul de Minas (UNIS-MG)
  5. Centro Universitário Maurício de Nassau (UNINASSAU)

Fonte: MEC

logo-wh

Quer saber tudo sobre a construção civil?
Você está no lugar certo!