Uma senha sera enviada para seu e-mail

Neste post vamos compartilhar algumas curiosidades sobre segurança do trabalho. Afinal, não deixa de ser tendência na construção civil investir em bem estar dos funcionários.

Isso porque o item mais importante em qualquer obra não é o índice de produtividade, o fator de composição de BDI, a logística de canteiro ou o que quer que seja.

O item mais importante em qualquer obra é segurança do trabalho! Afinal, todos os anos, cerca de 450 operários do setor de construção civil perdem a vida em decorrência de acidentes relacionados ao trabalho.

Assim, além da perda humana imensurável, a falta de segurança gera muitos custos para as empresas e para toda a sociedade.

Dessa maneira, lamentavelmente, o Brasil é atualmente o quarto colocado no ranking mundial de incidência de acidentes de trabalho. Isso significa que a cada 48 segundos acontece um acidente de trabalho. Pior do que isso, que a cada 3h38 um trabalhador morre devido a omissões e negligências relacionadas à saúde e à segurança do trabalho.

Ou seja, ao longo de uma semana, são mais de 50 mortos em decorrência de acidentes de trabalho em todo o País.

Assim, listamos algumas curiosidades sobre segurança do trabalho que saúde e segurança do trabalho não é custo, mas investimento!

Curiosidades sobre segurança do trabalho

1 – Curiosidades sobre Segurança do trabalho: Preserva a vida humana

O primeiro e mais importante motivo para investir tempo, dinheiro e tecnologia em segurança do trabalho é a preservação da vida humana.

Afinal, a indústria da construção civil é conhecida, em todo o mundo, por ser uma das mais perigosas para seus trabalhadores.

Isso porque, de acordo com a OIT (Organização Internacional do Trabalho), cerca de 60 mil acidentes fatais de trabalho acontecem anualmente na indústria da construção ao redor do mundo.

Assim, entre 2007 e 2013 foram registrados cinco milhões de acidentes de trabalho no Brasil. Destes 45% deles resultando em morte, invalidez permanente ou afastamento temporário do trabalho, de acordo com a Previdência Social.

Entretanto, em 2007, 10% desses acidentes de trabalho aconteceram em atividades relacionada à construção civil. Em 2013 a relação aumentou para 16%, chegando à impressionante – e assustadora – média de 450 mortes por ano.

2 – Curiosidades sobre Segurança do trabalho: Fatos relevantes sobre segurança do trabalho na construção civil

  1. Segurança do trabalho no Brasil: em 2009, a mortalidade por acidente do trabalho na indústria da construção foi de 18,6 óbitos para cada 100 mil trabalhadores. Ou seja, bem mais elevada que a dos outros ramos de atividade econômica, de apenas 7,4 x 100 mil. Assim, isso significa que a diferença é de mais do que o dobro de acidentes fatais na indústria da construção;
  2. Mortalidade em queda: a mortalidade por acidente do trabalho na indústria da construção caiu 43% nesta década. Ainda assim, é muito maior que a estimada em países como a Inglaterra e os Estados Unidos;
  3. Gravidade dos acidentes em queda: em 2007, a gravidade dos acidentes de trabalho estimada pela letalidade (proporção de óbitos entre os casos) foi de 2,87 óbitos por 100 acidentes de trabalho na indústria da construção. OU seja, reduziu 41,9% na última década;
  4. Quedas de altura são o principal problema: a maior parte dos óbitos por acidente do trabalho é decorrente de quedas e eventos envolvendo veículos, com traumatismo craniano, do tórax, e múltiplos traumas;
  5. Falta de registro é comum: há muitas falhas nos registros sobre a natureza ocupacional do acidente de trabalho fatal nos sistemas de registro existentes.

Fonte: Fundacentro e Sesi (2013)

3 – Curiosidades sobre Segurança do trabalho: As 15 ocupações com mais registros de acidentes de trabalho

OcupaçãoQuantidade%
Alimentador de linha de produção165.7355,49
Técnico de enfermagem145.7004,83
Faxineiro92.3123,06
Servente de obras88.7492,94
Motorista de caminhão73.8472,45
Auxiliar de enfermagem53.0691,76
Auxiliar de escritório, em geral52.7571,75
Carteiro52.3221,73
Vendedor de comércio varejista49.1641,63
Assistente administrativo41.0781,36
Trabalhador de serviços de limpeza e conservação de áreas públicas37.9421,26
Ajudante de motorista37.4521,24
Pedreiro37.4401,24
Mecânico de manutenção de máquinas, em geral37.1411,23
Soldador26.8621,22

Fonte: Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho

4 – Curiosidades sobre Segurança do trabalho: Prevenir é mais barato

Todo acidente gera prejuízos!

Curiosidades sobre Segurança do trabalho

Isso é o que afirma Anderson Glauco Benite em seu livro “Sistemas de gestão da segurança e saúde no trabalho”. Isso porque no texto, ele diz que “qualquer acidente que ocorre, resultando ou não em lesões aos trabalhadores, gera um prejuízo econômico significativo”.

E ele diz isso porque “todos os custos diretos e indiretos resultantes são creditados no custo de produção”.

Mas, mais do que isso, ele afirma que esses custos só existem quando a SST (Saúde e Segurança do Trabalho) não é eficaz. “Há uma relação de causa e efeito direta que permite nomeá-los como custos da não-segurança”, diz.

Dados da Previdência Social indicam que o total de indenizações pagas entre 2007 e 2013 em decorrência de acidentes de trabalho considerando todas as atividades econômicas do País chega a R$ 58 bilhões.

É dinheiro demais, não é mesmo? Ou seja, prevenir custa MUITO MENOS!

5 – Curiosidades sobre Segurança do trabalho: Acidentes geram afastamento de funcionários acidentados – 90% dos acidentes de trabalho poderiam ser evitados

Será que você sabe quanto custa, de fato, o afastamento de um funcionário?

Pois saiba que, de acordo com dados do Sesi Paraná, “uma empresa gasta entre R$ 60 mil e R$ 90 mil só no primeiro ano de afastamento de um funcionário acidentado”.

O valor foi estimado com base no Anuário Estatístico do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Ou seja, ele contempla a complementação salarial, os encargos sociais, o pagamento e o treinamento do substituto.

Ou seja, está mais do que claro que investir em prevenção de acidentes e doenças laborais é a melhor forma de evitar gastos. Mas, mais do  que isso, favorece o rendimento laboral.

Curiosidades sobre Segurança do trabalho

Além disso, quanto mais acidentes uma empresa reporta, maior é a alíquota de tarifação do Fator Acidentário de Proteção (FAT). Esta alíquota determina o custeio de acidentes e doenças do trabalho, bem como aposentadorias especiais.

6 – Curiosidades sobre Segurança do trabalho: Confira de quanto é a economia ao investir em prevenção

Comparação de custos entre investir em segurança do trabalho e de não realizar os investimentos necessários

Custos
da Segurançada Não-Segurança
Tempo de treinamentoTransporte e atendimento médico do acidentado
Custos dos treinamentosDanos materiais
Exames médicos preventivosBenefícios e indenizações
Manutenção de equipes de SST (Saúde e Segurança do Trabalho)Multas e penalizações
Equipamento de proteção individual (EPI)Pendências jurídicas
Tempo para desenvolvimento de projetos e instalação de proteções coletivasTempo não trabalhado pelo acidentado
Placas de identificação e orientiativas de SSTTempo despendido pelos supervisores, equipes de SST e médica
Manutenção da infraestrutura das áreas de produção e administraçãoBaixa moral dos trabalhadores, perda de motivação e queda de produtividade
Realização de medições de condições ambientaisParalisação das atvidades pelo poder público
Tempo para limpeza e recuperação da área e reinício das atividades
Tempo para replanejamento das atividades
Tempo dos supervisores para investigar os acidentes, preparar relatórios e prestar esclarecimentos às partes interessadas
Tempo de recrutamento e capacitação de um novo funcionário na função do acidentado
Perda da produtividade do trabalhador acidentado após retorno
Aumento dos custos dos seguros pagos
Aumento dos custos para a sociedade
Prejuízo da imagem da empresa

Fonte: livro Sistemas de Gestão da Segurança e Saúde no Trabalho (Anderson Glauco Benite, Nome da Rosa)

7 – Curiosidades sobre Segurança do trabalho: ela proporciona ganhos de produtividade na construção civil

Curiosidades sobre Segurança do trabalho

Os índices de produtividade são beneficiários diretos e indiretos dos investimentos em saúde e segurança do trabalho.

Então o prejuízo se dá diretamente porque um canteiro paralisado em decorrência de um acidente não produz.

Além disso, após a liberação da área, há o tempo necessário para reativar processos que estavam em andamento no momento do acidente. É preciso considerar, ainda, todos os retrabalhos que isso exigir.

Mas mais do que isso, a atividade não será mais realizada pelo trabalhador acidentado. Ou seja, isso pode significar menos operários trabalhando ou operários com menos qualificação envolvidos na tarefa.

Assim, a produtividade cai! Mas não é só isso, pois a produtividade é afetada ainda mais caso o acidente tenha afetado a estrutura em execução, máquinas, equipamentos e ferramentas.

Em contrapartida, um canteiro seguro é mais produtivo. Afinal, quando está de acordo com as exigências da NR-18 Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção, oferece melhores condições de trabalho. Além disso, está mais propício a atender às exigências da Norma de Desempenho.

.

Afinal, canteiro seguro é canteiro organizado. Ou seja, tem definições claras sobre processos de trabalho e responsabilidades.

8 – Curiosidades sobre Segurança do trabalho: investir em prevenção evita que a empresa seja demitida pelo funcionário

E isso pode acontecer. ainda que não ocorra acidente algum! Afinal, basta ao funcionário comprovar na justiça que as condições de trabalho são prejudiciais.

Assim, ele têm o direito de rescindir o contrato de trabalho sem abrir mão dos direitos trabalhistas.

O precedente é de um trabalhador do setor frigorífico que comprovou à justiça que a empresa não oferecia mobiliário e ferramentas adequadas para o trabalho realizado.

Assim, como consequência, ao longo dos anos de trabalho ele desenvolveu lesões no ombro. Então, o juiz responsável por julgar o caso entendeu que a falta da empresa foi “grave o suficiente de forma a impedir a continuidade do vínculo de emprego”.

Assim, a rescisão indireta “justifica-se pela existência de condições laborais inadequadas a configurar risco à saúde do empregado já anteriormente acometido por doença do trabalho”.

9 – Curiosidades sobre Segurança do trabalho: é uma atividade científica

Existem muitas normas e regras a serem seguidas para garantir a segurança de trabalhadores. Mas sua aplicação precisa ser feita por profissional competente e habilitado.

Assim, a segurança do trabalho é, na verdade, uma ciência voltada à proteção da saúde dos trabalhadores.

Dessa maneira, o profissional de segurança do trabalho precisa ter conhecimentos de áreas diversas, como medicina, engenharia, enfermagem, estatística e epidemiologia, desenvolvendo diversas tecnologias, como os equipamentos de proteção individual (EPI).

10 – Curiosidades sobre Segurança do trabalho: ela não evita apenas acidentes

A legislação trabalhista e a segurança do trabalho não se concentram apenas em evitar acidentes de trabalho. Assim, o foco se volta também à prevenção das chamadas doenças ocupacionais.

Conclusões sobre curiosidades sobre segurança do trabalho

Como pudemos ver, segurança do trabalho é coisa muito séria. Assim, é preciso investir em profissionais qualificados de segurança do trabalho para evitar acidentes e fatalidades em canteiros de obra.

Bons profissionais de segurança do trabalho não custam pouco, é verdade. No entanto, o custo desses profissionais e da aplicação de todos os dispositivos recomendados resulta em economia para qualquer empreendimento.

Afinal, não há como mensurar o valor da vida humana.

Assim vamos juntos tornar a construção civil mais segura para os trabalhadores!