19 novembro 2018

Área de interesse

Como a tecnologia auxilia no aumento de produtividade na construção civil

Original de Buildin
Mobuss construção - e-book - produtividade
0

Cerca de 60% dos empresários do setor da construção têm planos de investir em novidades tecnológicas e especialista sugere algumas práticas para otimizar o canteiro de obras.

Muito se têm falado em como a tecnologia e a inovação impactam a indústria da construção. Além disso, várias são as tendências e oportunidades de crescimento para o setor.

As novas ferramentas, sistemas e equipamentos possibilitam trabalhar de forma mais eficaz. Ou seja, fazendo com que a parte administrativa e a obra funcionem em sintonia. Assim, com controle da gestão do início ao pós-obra.

Levantamento realizado pelo SindusCon-SP (Sindicato das Indústrias da Construção Civil do Estado de São Paulo) em parceria com a FGV (Fundação Getúlio Vargas) constou que cerca de 60% dos empresários do setor da construção têm planos de investimento em tecnologia.

Ou seja, muitos profissionais querem investir em melhorias tecnológicas para atingir a eficiência. Assim, é preciso conhecer algumas práticas essenciais para aumentar a produtividade na construção civil.

Quer conhecer cinco maneiras de como a tecnologia pode transformar a produtividade dos projetos e aprimorar a execução das etapas?

Então confira as dicas de Adriana Bombassaro, diretora de produtos da Teclógica, empresa de TI desenvolvedora do Mobuss Construção.

1. Faça um planejamento compartilhado

Para iniciar uma obra, é preciso planejar cada detalhe a fim de evitar surpresas desagradáveis. Exemplos são problemas com mão de obra, falta de produtos, prazos entre outros.

Todo esse gerenciamento envolve orçamento, análise, perspectivas, programação, controle financeiro, contratação de fornecedores e a gestão da obra. Para esta fase, existem soluções tecnológicas que permitem a criação e o compartilhamento de projetos de forma colaborativa.

As novidades na área de engenharia civil possibilitam que sejam registradas interações e revisões de projeto. Por exemplo com o objetivo de facilitar a tomada de decisões, alterações dos fluxos de trabalho e prazos de entrega.

Adriana comenta ainda que a tecnologia permite a integração dos profissionais envolvidos nesta fase. Assim, a aplicação da tecnologia ajuda a reduzir os erros de projeto e necessidade de retrabalho.

2. Aposte no uso de softwares e tecnologias em todas as fases da obra

A inovação é a base para o crescimento de qualquer negócio. No setor da construção não é diferente.

O uso de softwares na área não se limita apenas à aplicação em projetos. Atualmente existem inúmeras opções para diversas áreas do setor. Por exemplo, o Mobuss Construção. Trata-se de uma solução exclusiva e completa para o setor, elaborada especialmente para oferecer mais eficiência na gestão de todas as etapas do processo construtivo. Conta com módulos que permitem, além da gestão de projetos, apontamentos diários, registros, segurança, qualidade, vistoria, assistência técnica, entre outros.

3. Comunicação mais eficiente

A falta de comunicação pode gerar diversos problemas capazes de atrasar ou até mesmo paralisar uma obra. Existem diversas ferramentas que podem ser usadas para o aprimoramento. É o caso, por exemplo, de aplicativos específicos de monitoramento e comunicação.

Um sistema de mobilidade para o segmento, por exemplo, possibilita um controle mais efetivo reduzindo a zero o uso de papéis nas obras. Com acesso via dispositivo móvel, a solução permite o registro das atividades no próprio canteiro de obras. Ou seja, sem a necessidade de conexão via web.

A utilização de um sistema possibilita também  resultados positivos na organização dos dados, padronização dos processos para um controle eficaz. Isso aumenta a qualidade do produto final, que pode ser entregue com redução de tempo na execução de algumas tarefas.

4. Organize seu tempo

Na construção civil, os processos são previamente estabelecidos. Porém, um dos grandes problemas enfrentados é a falta de organização. Isso faz com que muito tempo seja perdido em atividades que muitas vezes, são desnecessárias.

Por este motivo, é preciso organizar os processos. Ou seja, definindo prazos para a execução de cada etapa, fazendo o acompanhamento de perto de algumas atividades. Além de economizar tempo, o número de erros e desperdício de materiais também será menor.

5. Gestão de informações

Contar com um sistema que faça o apontamento eletrônico é parte fundamental do processo. A gestão facilita o acesso às informações sobre o número de horas trabalhadas, produção de equipamentos e de mão de obra. Assim, é possível ter maior controle, diminuir custos e aumentar a produtividade.

Com a ferramenta certa é possível identificar e quantificar as atividades realizadas, controlar o processo produtivo, analisar o custo da mão de obra, avaliar o desempenho da obra, analisar eficiência no uso dos equipamentos, melhorar o uso dos recursos, entre outras vantagens.

Conclusão

É fato que todos os profissionais inseridos na construção civil devem quebrar seus próprios paradigmas e atentar-se para os ganhos que a tecnologia pode trazer aos seus trabalhos.

Adentrar essa nova realidade exige investimentos, como em capacitação, além de atenção especial  contínua aos retornos obtidos. No entanto, aqueles que já se beneficiaram com as vantagens da aplicação da tecnologia na construção civil se dão por satisfeitos de modo indiscutível e consideram-se aptos para alcançar resultados ainda maiores!

A Mobuss Construção disponibiliza um e-book gratuito sobre “Produtividade e redução de custos: como a tecnologia pode apoiar o setor da construção“. Confira!

Sobre o Mobuss Construção

A solução de mobilidade para a indústria da construção foi desenvolvida para dar mais eficiência no controle das obras, aumentando a rentabilidade das empresas no segmento.

O Mobuss Construção também auxilia no gerenciamento dos projetos, no controle de equipamentos, mão de obra, gestão da segurança, inspeções da qualidade, serviços de assistência técnica, processos de vistoria e entrega e controla os documentos e registros que circulam dentro e fora da obra.

Foto do Autor

Autor
Adriana Bombassaro

Diretora de produtos da Teclógica

Comentários