Uma senha sera enviada para seu e-mail

O Vedacit Labs, Programa de Inovação Aberta do mercado de impermeabilização, está com inscrições abertas para seu segundo ciclo. Ao término deste ciclo do programa, que em sua primeira edição teve mais de 400 inscrições, serão selecionadas cinco startups.

As iniciativas escolhidas receberão:

  • Seed Money no valor de R$ 100 mil reais cada uma
  • Seis meses de residência no WeWork em São Paulo
  • Quatro meses de aceleração em parceria com a Liga Ventures
  • Investimento de até R$ 100 mil como incentivo para geração de negócios no segmento de construção civil

Serão admitidas inscrições de construtechs de todo o País com projetos voltados para duas frentes:

  • Digital: sensores de IoT (Internet of Things), Inteligência Artificial na Construção, plataformas para a capacitação e indicação de profissionais (pedreiros, aplicadores, Faça Você Mesmo), para gestão e incentivo de sell out em PDV, serviços para diagnóstico, gestão e monitoramento em obras, BIM (Building Information Model), impressão 3D e drones;
  • Construções Sustentáveis: soluções e serviços para a melhoria dos sistemas construtivos, reforma de habitações na baixa renda, fornecimento de crédito para lojistas e para reformas de moradias em comunidades de baixa renda, produtos e matérias-primas em impermeabilização com baixo impacto ambiental e a inserção de mulheres no mercado de trabalho da construção.

Programa Vedacit Labs

Uma imagem contendo clip-art

Descrição gerada com alta confiança

Para lançar seu programa de aceleração corporativa de startups, a Vedacit realizou investimento de cerca de R$ 2 milhões. Com isso, a expectativa é ampliar a oferta de soluções ao segmento de impermeabilização. Além disso, a Vedacit espera ganhar agilidade em inovação por meio das startups.

Na primeira etapa mais de 400 inscrições preencheram os requisitos e foram habilitadas para o processo de seleção.

De acordo com a empresa, os resultados conquistados foram além do esperado. Isso porque as cinco selecionadas na primeira edição desenvolveram soluções consideradas de impacto. Ou seja, capazes de ajudar a preencher a lacuna de tecnologia na construção civil com soluções voltadas tanto para construtoras quanto para o varejo.

“Ficamos extremamente satisfeitos com o primeiro ciclo. É uma honra colaborar de forma tão ativa para o desenvolvimento do mercado de construção civil no nosso País. Acreditamos que com investimento assertivo e novas tecnologias é possível recuperar o crescimento do setor e estamos focados nisso”, diz Marcos Campos Bicudo, presidente da Vedacit.

A empresa conta, ainda, que o Vedacit Labs faz parte de uma jornada de transformação corporativa. Assim, a proposta é oferecer soluções integradas e não somente produtos de impermeabilização, especialmente no segmento B2B. “As startups são fundamentais para contribuir na nossa jornada de expansão. Nesse segundo ciclo pretendemos ampliar ainda mais o relacionamento, aprimorando e descobrindo cada vez mais iniciativas promissoras no segmento. Queremos ser referência no campo do empreendedorismo voltado para as construtechs no Brasil”, afirma Luis Fernando Guggenberger, gerente de Inovação e Sustentabilidade da Vedacit.

O regulamento completo e as inscrições estão disponíveis no site do Vedacit Labs, em www.vedacitlabs.liga.ventures. Em dezembro, serão escolhidas as cinco empresas para serem impulsionadas a partir de março de 2020.

As 5 primeiras startups

O primeiro ciclo do Vedacit Labs impulsionou as seguintes iniciativas:

  • NETResíduos (Belo Horizonte – MG)
  • Obra Azul (Belo Horizonte – MG)
  • Programa Doce Lar (Navegantes – SC)
  • Lógica-e (São José – SC)
  • Construcode (São Paulo – SP)

Assim, confira a atuação de cada uma delas!

Construcode

Obteve crescimento representativo do negócio, com aumento de 50% em seu faturamento. Por isso, a construtech desenvolveu um software para construtoras com a função de integralizar os métodos construtivos. A solução organiza o processo estrutural da obra desde a ponta até o desfecho.

Logica-e

Desenvolveu um sensor Vedadetector, que identifica possíveis falhas na aplicação de mantas asfálticas.

NETResíduos

Desenvolveu uma calculadora que realiza o diagnóstico da obra e detecta o cálculo do desperdício de materiais, ou seja, um software de gestão de resíduos.

Obra Azul

Construiu um Market Place que conecta clientes e fornecedores para resolver a dificuldade de encontrar profissionais para obras residenciais. Assim, trata-se de uma nova vertente de venda digital para o setor, com uma aberta estratégica de um canal de serviços.

Doce Lar

Criou uma opção prática e acessível para quem mora em comunidades. Assim, ficou mais fácil reformar ou construir a casa com o Vedalar, um sistema exclusivo de financiamento para todas as etapas da obra.